Sexta Meia Noite

Sextacast 160 – The Invitation

Marlon Master e Dayana Sartorio, foram convidados a jantar e gravar esse podcast, (por eles mesmos)! E o resultado desse jantar inusitado, você confere nesse programa! Ao som de uma boa música e bebendo vinho da melhor qualidade, eles discutiram tudo e mais um pouco sobre o filme indie “O Convite”!

TRAILER

COMENTADO NO PROGRAMA

Sextacast 92 – Comunidades Alternativas

 

Sextacast no Facebook

Baixe o programa clicando em “Download”, logo abaixo, com o botão direito de seu mouse e escolhendo “salvar link como”.

 

 

Avalie!

Ser da Meia-Noite

  • Ivan_PD

    Olá pessoal, excelente episódio, parabéns!
    Naturalmente senti falta de Evandro, ele é sempre relevante.
    Mal acabei de ouvir o podcast e fui correndo atrás do filme e já assisti, valeu o tempo.
    Obrigado.

    • Dayana Sartorio

      Olá, Ivan!

      Sim, Evandro faz muita falta!

      Que bom que deu uma oportunidade a esse filme!
      Abraços!

  • Michel Marx

    Boa noite Seres da meia-noite.
    Mais uma vez vocês fizeram um cast sobre um filme que eu não fazia a menor ideia da procedência do mesmo. Seguindo conselhos, peguei o filme pra ver sem saber nada à não ser o próprio título do filme.
    Assim como vocês, também não consegui classificar o filme, o mesmo tem paranoia, tem drama familiar, tem investigação e tem um final violento com muitas mortes por tiro, facada, pancada, etc. O que quero dizer é que o filme conseguiu tratar de tudo isto de um modo que te deixasse intrigado, mas, nunca confuso, por que nada é jogado pra você, todos os elementos são meio que trabalhados aos poucos para que você faça uma digestão de cada acontecimento, por isto o filme tem um ritmo tão lento. Os elementos que merecem trabalho minucioso, têm lá suas 1h e 20min para eles. Já o final violento como elemento da trama não precisava disto, já que era uma consequência dos demais pontos, de modo que o diretor gastasse menos tempo nisto e meio que “corresse” neste detalhe.
    Por isto também, é que sou obrigado à discordar do ser da meia-noite Johnathan Fernandes, creio que o filme se mantém bem claro em todos os momentos, coisa que os diretores raramente conseguem, principalmente lidando com elementos de gêneros tão diferentes.
    Numa coisa sou obrigado à concordar com ele, a ideia da seita é realmente muito absurda para mim. No entanto, este filme(como foi bem lembrado pelo sextacast) lembra o Uma Noite de Crime. Da forma como vejo, os filmes se assemelham em mais um detalhe além do citado.
    Ambos os filmes funcionam melhor quando você aceita a premissa daquela respectiva seita, ou seja, a ideia de pessoas se matando num único dia e andando na linha em todos os outros dias é muito absurda (como foi bem colocado pelo Evandro Sal no cast do Purge), mas, o filme, independente dos seus defeitos, funciona melhor quando você toma como princípio que aquilo faz parte da natureza da trama. É o mesmo que aceitar que existem mutantes antes de ver X-men, por exemplo, ou aceitar que existe uma substância que possibilita macacos usarem escopetas e fuzis em Planeta dos Macacos.
    Assim é o The Invitation. Tirando este detalhe, não consigo ver defeitos neste filme.

    Os Seres da meia-noite, como sempre, foram maravilhosos, merecem todos os elogios pelo cast.

    Até uma sexta meia-noite.

    • Dayana Sartorio

      Olá, Michel!

      Hummm! Obrigada pela ótima análise!

      Sobre a questão das mortes, expliquei logo ali para o Johnathan minha visão. O mesmo vale para esse comentário.
      Sim, gosto dessa lentidão da produção, em verdade, não vejo como lentidão, e sim como preparo. É uma agonia crescente, o envolvimento com o enredo é quase palpável! Bom…não me repetirei para não ser desagradável.
      Sim, a comparação com The Purge é obrigatória nesse filme. O diretor bebeu dessa fonte, porém, não considero uma cópia.

      Gostei dos comparativos que fez com certas produções como The X-Men. É bem por aí!

      Obrigada pelo teu comentário e explicações sempre pertinentes!

      Abraços!

  • valber patrick

    Putz foi mal então

    • Dayana Sartorio

      Não tem problema! Mas você acha relevante para um programa?
      Abraço!

  • Johnathan Fernandes

    Olá seres da meia noite, tudo bem?
    Eu não conhecia o filme então eu fui correr atrás para assistir antes de ouvir o cast, assim eu poderia fazer um comentário melhor dos que eu fazia quando não via as produções que vocês comentavam.
    Antes de tudo queria parabenizar vocês pelo excelente trabalho. È sempre muito bom ouví-los.
    Então, eu não curti muito o filme como um todo. Achei que o clima de suspense foi muito bem construído até a parte antes do clímax.Estava completamente emergido no clima, mas sua parte final, para mim, deixou muito a desejar. A sensação que eu tive foi que o diretor lançou mão de resoluções óbvias, fáceis e sem graça na parte final pra se livrar do excesso de personagens me passando um impressão apressada pra terminar o filme. Além disso, eu tive um certo probleminha pra assimilar toda a premissa do filme e entendi, ouvindo o cast e as opiniões de vocês, mais ou menos o que o roteirista queria passar.
    Até o meio do filme a minha interpretação a cerca da seita era que as pessoas que queriam ” se libertar” de sua dor, no caso aqui Eden, convidariam seus amigos/ entes queridos para matá-los e assim se livrar de tudo e todas pessoas que as fizessem lembrar de seu passado ou sua dor, no entanto, a partir do momento que informação de que as pessoas se matariam também logo em seguida a chacina, me deixou bastante confuso. Aliás, pra que você teria que matar seus amigos, pessoas que não estavam sofrendo e que não queriam morrer, “para se libertar”?Não seria mais fácil você simplesmente se matar? Porque envolver pessoas que você aparentemente gosta só por matar? Todos esses questionamentos que eu tive ao longo do filme me impediram de aproveitar totalmente o filme. Achei o roteiro em cima dessa seita confuso e não conseguiu deixar claro as idéias, você imagina tanta coisa e no final ele vai pro caminho mais sem graça o possível. Ficou bastante difícil pra mim comprar a ideia de que pessoas que estão passando por uma depressão vão aceitar entrar numa seita em que você terá que matar seus amigos e em seguida se matar. Pra mim, não fez sentido! Não consegui comprar a ideia desse roteiro. Em algumas outras coisas também fiquei perdido, tipo a cena da mensagem do tal namorado sumido. Afinal, o cara recebeu uma mensagem do outro avisando que já chegou, mas ai do nada ele chega. Então quem enviou a mensagem? A mensagem foi ilusão? Não consegui entender.
    Mas teve coisas muito boas no filme e que vocês falaram também, como os atores, a trilha sonora e fotografia que me agradaram muito.
    Enfim, o cast foi excelente, apesar do tema pesado, foi um papo muito interessante de ouvir e estou gostando bastante do sexta cast me trazer filmes que não tive a oportunidade de conhecer pra discussão. Estou no aguardo de mais.
    PS: deixo a indicação de três filmes pra vocês adicionaram na sua listinha, são eles: Ilha do Medo (2010), A Passagem (2005) e Regression (2015).
    Um abraço, e até o próximo programa!

    • Dayana Sartorio

      Olá, querido Johnathan!

      Obrigada pelo elogio! Que bom que o Sextacast está trazendo a você filmes inusitados e diferentes! Ficamos felizes!

      Sobre “The Invitation”, bem…é um filme ame ou odeie mesmo! Não fique mal! A respeito de um de seus questionamentos: bem…eles não matariam as pessoas por matar, a ideia de matar os amigos era de livrá-los desse mundo cão! Eles acreditavam que após a morte seriam introduzidos em um mundo de paz e tranquilidade, e entendi, que era o que o casal queria para seus amigos. Na visão deles, todos sofriam por algo e precisavam dessa “libertação”.

      Sobre a mensagem de Chow, foi apenas para nos despistar mesmo! Ele enviou a mensagem mas depois precisou sair. Entendo que a ideia do diretor era trazer confusão e principalmente nos iludir. Fazendo-nos pensar que o personagem principal estava delirando.

      Claro que entendo teu desgosto com esse filme! É gosto, certo?

      Obrigada pelas indicações! Eu já vi todos e de fato, merecem um programa. Colocarei em nossa lista!

      Até uma Sexta Meia Noite!

  • Priscila

    Olá seres da meia noite!

    Não conhecia o filme, assisti o trailer e fiquei super pilhada. Assisti o filme antes de ouvir o episódio e gostei bastante!

    Achei o clima tenso e foi inesperado (ficava imaginando o que ia acontecer sempre que alguma situação suspeita surgia, foi bem diferente).

    As cenas de perseguição foram meio clichê, mas atenderam.

    Curti bastante o ciclo do começo com o fim do filme (Coyote… sem spoilers).

    Ótimo episódio (como sempre), muito obrigada por mais uma ótima indicação!

    Mal posso esperar pelo próximo episódio.

    • Dayana Sartorio

      Olá, querida Priscila!

      Obrigada mais uma vez pela tua participação nos comentários!

      Que bom que você não conhecia esse filme e já o viu! Hehehehe! Estamos te influenciando, hein?! =)

      Beijos e até o próximo comentário!

  • valber patrick

    Errei a grafia, não liguem! Kkk

  • valber patrick

    Já teve cast do filme “A prova final” ? É um bom filme

    • Dayana Sartorio

      Olá, Valber!

      Já vimos “A Prova Final”, não gravamos ainda. Você acha um filme relevante para um Sextacast?!

      Abraços!

  • valber patrick

    Já teve cast do filme *prova final*? É um bom filme

Siga-nos

Você pode acompanhar o sextameianoite.com nos perfis sociais abaixo:

Populares

Os Mais Comentados

Ver ícones
Sair
/* ]]> */