Sexta Meia Noite

Sextacast 159 – The Canal

4/5 (1)

Dessa vez, Marlon Master, Evandro Saldanha e Dayana Sartorio, a pedido do querido ouvinte: Victor Freundt, se enfiaram em um canal (não de televisão) para entender o que acontece quando entidades do passado resolvem te assombrar.

Prepare uma bela duma pipoca, NÃO vá ao banheiro, principalmente públicos, NÃO beba água e não tire os fones de ouvidos por nada!

Está no ar, mais um Sextacast!

Trailer

E não se esqueça de CURTIR a página do Sexta Meia-Noite no Facebook:

Sextacast no Facebook

Baixe o programa clicando em “Download”, logo abaixo, com o botão direito de seu mouse e escolhendo “salvar link como”.

Avalie!

Ser da Meia-Noite

  • Pensador Louco

    Concordo com Marlon. Apesar de ter até alguns movimentos de câmera e escolhas arrojadas pelo diretor, ele não trouxe nada de novo e foi bastante previsível.

    Aliás, já havia visto esse (acho que ano passado) e só me dei conta disso quando vocês falaram do martelo. De tão esquecível que achei o filme.

    Por falar nisso, já que vale deixar sugestões, queria pedir que considerasse falar sobre este filme russo (em algum ponto no futuro), igualmente lento mas que achei muito bom. A Sauna – http://www.imdb.com/title/tt1124394/?ref_=fn_al_tt_1

    Abração a todos(as) e orrô na véia. 8)

    • Dayana Sartorio

      Olá Pensador! Quanto tempo!

      Ah, não tem nada de novo mesmo, bem verdade. O que me atrai nesses filmes são justamente a falta de objetividade.

      Sobre o que indicou “Sauna”, já dei uma olhada aqui e muito me interessa! Já está na nossa lista.

      Obrigada pela indicação e não suma!
      Abraços!

  • Johnathan Fernandes

    Uau, eu não conhecia esse filme e programa me deixou bem curioso e com uma baita vontade de conferir, com certeza vou correr atrás dele. Dayana Sartorio sempre com interpretações muito interessantes acerca dos filmes tratados pelo cast.
    Como sempre um excelente programa, pessoal! Parabéns!
    Abraços

    • Dayana Sartorio

      Olá, Johnathan, você anda sumidinho, hein?!
      Tudo certo por aí?

      Percebeu que esse filme é ame ou odeie? Assista sim e tire suas conclusões quanto a gosto e percepção.
      Obrigada pelo elogio e até breve!

      Abraços!

  • valber patrick

    Ouvindo o podcast, até deu vontade de assistir, mas depois passou kkkk! Mas deve ser um filme interessante

    • Dayana Sartorio

      Como assim passou?! Hehehehe!

      Abraços, Valber!

  • Priscila

    Olá novamente, Seres da Meia Noite!

    Vocês já devem estar de saco cheio de ler meus comentários bíblicos, mas como promessa é dívida, aqui vou eu. Ufa, consegui selecionar e filtrar algumas HQs e Mangás que valem a pena conferir. Como a maioria é conteúdo adulto (muito gráfico para jovens ouvintes), vou apenas listar os nomes dos autores e o nome da a obra para facilitar as buscas, mas se quiserem os links me avisem e “ a gente dá um jeito”, rs.

    Nem todas podem ser compradas (em português ou no idioma de origem) por serem ou muito antigas ou simplesmente inacessíveis ao solo tupiniquim, então listei os nomes e os autores e sugiro uma busca pelas “Bibliotecas Paulo Coelho” da vida (mais especificamente da internet, se é que me entendem…):

    Tudo do Kago Shintaro. Ele tem histórias boas e não tão boas, mas vale a pena conferir os trabalhos dele. São enredos absurdos na maioria das vezes, como contos de fada modernos do mal (lendas urbanas, quase). É complicado explicar, mas definitivamente vale a pena conferir. Bem gráfico, apesar do traço simples.

    I am A Hero de Hanazawa Kengo é uma das maiores reviravoltas em histórias de zumbi que já li. o protagonista é um show a parte. Este mangá ainda está saindo então novos capítulos virão (ps: a história começa de verdade a partir do capítulo 11, mas não pule capítulos! Confiem em mim).

    Alive! de Takahashi Tsutomu foi um dos primeiros mangás de horror adulto que li e me marcou bastante. A história é simples e a dinâmica é bem interessante. Este é para quem curte uma pegada “Akira”.

    Absolutamente TUDO do Itou Junji. Vocês já devem conhecer os trabalhos dele, são sensacionais. Nem preciso fazer menção honrosa… Ok, parei de me rasgar aqui.

    Bokura no Hikari Club de Furuya Usamaru tem uma pegada Funny Games. Não preciso dizer mais nada.

    Anorexia – Shikabane Hanako Is Anorexia de Akira e Nini é um triller psicológico bem diferente. Não posso falar muito sem entregar o roteiro.

    As histórias de Nakayama Masaaki são curtas e assustadoras. Tratam de pequenos horrores cotidianos.

    Acho que já tem bastante material para começar, vou listar HQs americanas e europeias no futuro (não vou soterrar vocês de material agora).

    Até a próxima! (sou floddona mesmo e deixo mais um postão)

    • Dayana Sartorio

      Olá, Priscila!

      Uau! Listou mesmo!
      Obrigada pela gentileza e promessa cumprida!
      Já estou anotando aqui tuas indicações.

      Grande beijo!

  • Priscila

    Olá amigos, Seres da Meia Noite!!!! *voz do Marlon*

    Eu falei que ia alcançar vocês??? Estava observando por um buraco na parede da sala de reunião de vocês, só aguardando o próximo episódio.

    Nossa eu assisti esse filme ano passado, mas não gostei muito não… na verdade partilhei muito da visão do Marlon, pra mim se o roteiro tivesse guinado ou totalmente ao sobrenatural ou totalmente ao psicológico, teria uma base de trama mais forte. Não invalido o esforço do diretor, claro, só achei que ficou um pouco morno e aumentou ainda mais o clima arrasto do filme em que alguns momentos não foram tão favoráveis ao enredo como um todo.

    Sou meio avessa a personagens “tocados por Satanás” – leia-se: você olha pra ele a um quilômetro e sabe que a criatura é ruim. Perdi a conexão com a mãe e a avó no momento em que elas apareceram… Entendo que algumas vezes para acelerar o desenvolvimento de personagens é uma boa ideia utilizar arquétipos mas achei que para esse filme lesou um pouquinho a percepção do público tornando muitas coisas óbvias cedo demais.

    Eu usei esse filme em um dos meus exercícios de roteiro que consiste em analisar uma história e demarcar em que ponto mudanças poderiam melhorar (o quanto mais tarde melhor) e qual o mínimo de alterações poderiam ser feitas para tornar a experiência diferente (de preferência melhor). Como disse antes, acredito que a solução seria abordar apenas um lado (sobrenatural ou psicológico) e correr pro abraço.

    Ainda sim um ótimo filme!

    Estou trabalhando na listinha de vocês, é um projeto! Mal posso esperar pelo próximo episódio, novamente agradeço por toda sua dedicação em mais um maravilhoso podcast. Prometo não sumir por tanto tempo.

    Até a próxima Sexta Meia Noite!!

    • evandro13sal

      Olha só que legal… essa é uma ser da meia noite de carteirinha… até os filmes ocultos pela mídia ela conhece.
      Olha seu comentário foi fantastico, fico agora aqui fazendo o mesmo exercicio que vc fez… é um filme realmente com cara de projeto experimental, que ainda seria apenas um projeto,,, para que depois passasse por uma banca para ser podado e modificado, tirando as pontas soltas e amarrando aquelas prioritárias. Não sei se é o filme que eu gostaria de revê-lo,
      Olha,,, vamos procurar sempre responder as sugestões dos ouvintes, nos mantenha informados tb. um abraço. e parabéns pelo primeiro comentário da página…
      um abraço do Sal.

Siga-nos

Você pode acompanhar o sextameianoite.com nos perfis sociais abaixo:

Populares

Os Mais Comentados

Ver ícones
Sair
/* ]]> */