Sexta Meia Noite

Sextacast 111 – Mestres do Horror: Rob Zombie

Olá amigos e seres da meia-noite! Está no ar mais um SEXTACAST!

Nesta edição mais do que especial, Marlon Master, Evandro Sal e Edu Aurrai se reúnem para discutir e apresentar toda a carreira de uma das mais controversas figuras do ramo de entretenimento: o amado e odiado, o elogiado e criticado, o músico e cineasta Rob Zombie!

Viajem desde o White Zombie, até sua carreira solo, pela mente insana do Sr. Zombie, suas músicas e seus filmes. Esta é a edição gigantesca do mais fantástico podcast sobre terror do Brasil!

ATENÇÃO OUVINTES: O programa ficou realmente longo, com praticamente a metade dedicado à obra musical e a outra metade à obra cinematográfica de Rob Zombie. Caso você esteja com tempo (e paciência) ouça desde o início, mas, caso queira conferir só a parte que fala sobre cinema, comece em 01 hora e 17 minutos de duração.

Para quem preferir, há uma opção de arquivo zipado com mp3 em 128kbps, o que dá uma qualidade um pouco melhor para as músicas do programa. Está logo aí embaixo.

COMENTADOS NOS RECADOS:

COMENTADOS NO PROGRAMA:

CURTA:

Mande E-mail com SUGESTÕES, CRITICAS E PUXÃO NO PÉsextacast@sextameianoite.com

E não se esqueça de CURTIR a página do Sexta Meia-Noite no Facebook clicando no link abaixo:

CURTA A MALDIÇÃO

Ou na coluna logo aí ao lado.

Sigam o @SerdaMeiaNoite

Avalie!

Ser da Meia-Noite

  • carlos kuster

    O cast me motivou a ver todos os filme do Zombie o problema vai ser a expectativa nos filme e obrigado pelas indicaçoes de musicas que sao fodas especialmente dragula

    • Evandro13Sal

      Olá Carlos, veio longe…
      que legal, descobrindo os sextacast s mais antigos.
      Obrigado.

  • Daniel

    Tem muitas músicas do Rob em filmes de terror. A última que vi foi no Atividade Paranormal 4, quando eles ligam o Kinect e começam a dançar. Toca a música Dragula.

  • Salve amiguinhos conheci vocês a pouco tempo, graças a participação de vocês no Pdtrash entrevistando o Zé do Caixão.

    Estou ouvindo aos poucos todos os episódios de vocês.

    Só fazendo um comentário sobre esse episódio, faltou vocês comentarem da música que o Rob fez junto com o Alice cooper uma música para um álbum em homenagem ao Arquivo-X:

    segue o link: https://www.youtube.com/watch?v=fBjrQDPLIPY

    • Edu Aurrai

      Pow, muito bom! Não conhecia essa!

  • Cadê? 🙁
    Aconteceu alguma coisa? Essa semana não tem?

    • Sim, minha amiga, os seres Marlon e Edu tiveram imprevistos, então esta semana não terá SextaCast.
      Obrigado pela atenção.

      • Ok. Obrigada por informar 🙂
        Desejo que voltem logo.
        Abs a todos vcs 😀

  • Opa! Ansiosa pelo cast de hoje. Ainda bem que não sai mais só 00h 😉

  • Olá amigos! Finalmente consegui ouvir este cast que teve um significado todo especial para mim, vocês leram meu comentário! Poxa! Que honra! Quase tive um colapso de felicidade no meio da rua! Rs. Obrigada de coração. E Aurrai, você leu meu nome certinho! É assim mesmo…rsrs. Foi lindo! Obrigada mais uma vez!
    Sobre o cast: 2 horas que passaram muito rápido. Amei! Não me importei do cast ser grande! Conhecia pouca coisa do Zombie musicalmente falando, então foi bom ouvir o White Zombie bem do comecinho! Parabéns pelos comentários de vocês e referências citadas.
    Em relação a parte cinematográfica, bem….concordo plenamente com vocês, prefiro o The Devil’s Rejects do que House of 1,000 Corpses, o roteiro é melhor trabalhado e não tem aquela bagunça toda. E também acho que já deu para a Sheri Moon que aliás, só está bem como Baby, nós outros filmes podem queima-lá viva! Rs. E o que dizer de Halloween né! Ainda não vi The Lords Of Salem, mas verei! Resumindo, cast maravilhoso como sempre! Parabéns!
    Que bom que Evandro e Marlon estão bem e vivos! É bom ouvir vocês novamente! =)
    Apenas fazendo uma ressalva a respeito do comentário do Marlon no cast: Querido Master, eu acompanho vocês a quase 2 meses, estava procurando um podcast sobre filmes de terror/horror, quando os achei. O primeiro sextacast que ouvi foi do meu amado Jason (meu pai me apresentou ao primeiro Sexta Feira 13 quando eu tinha 7 anos e eu amei! Sim, ou ele era louco, ou era uma mensagem subliminar para não me envolver com ninguém sexualmente falando e morrer, né! Rsrs.) enfim, quando ouvi esse cast já gostei de cara de vocês e tratei logo de ouvir todos os sextacasts. Só não ouvi todos porque tem alguns sem link! Deem uma olhada, por favor! Aliás, sinto falta do Sexta Cast News, do Top 13 e Madrugada Alucinada!
    Bom, é isso! Desculpem me pelo comentário gigante é em homenagem ao cast! Rs.
    Beijos e até!

  • Mataram a pau nesse episódio! Foi inusitado, porém bem-vindo, tratarem da carreira musical do tio Roberto, e de forma tão profunda.
    Curiosamente, meu primeiro contato forte com Black Sabbath foi com esse álbum Nativity in Black. Quando descobri que “aquela música do Rock’n Roll Racing” era desse tal de Black Sabbath, foi um impacto. E vejam só, Paranoid era a minha preferida do joguinho. Algumas músicas, como After Forever e a própria Children of the Grave (hoje a minha música favorita do Sabbão), ouvi primeiro o cover nesse disco.
    Foi muito bom ouvir Supercharge Heaven depois de uns 5 anos, faz tempo que não ouço os trabalhos do cara.
    Acho que a primeira vez que vi Rob Zombie como diretor foi no clipe de Dreamer, do Ozzy. Quando apareceu lá em baixo “Director: Rob Zombie”, levei um susto. Ele também dirigiu o excelente vídeo de In This River, do Black Label Society, que foi uma puta homenagem ao saudoso Dimebag Darrell.
    Assisti Rejeitados pelo Diabo com meu irmão na época que lançou no DVD, e curti muito. Já não lembro de muita coisa do filme, preciso revê-lo.
    Enfim, após esses comentários desconexos, deixo um último parabéns aos amigos da meia-noite, que sempre trazem um bom conteúdo pra gente. Grande abraço, e que a musa genérica suprema, Maria Conchita, permeie seus pensamentos!

  • Olá a todos os seres das trevas e senadores do mal,

    Deixem-me contar uma história. Baixei o episódio este fim de semana mas deixei pra ouvi-lo hoje cedo, indo pro trabalho. Por quê, perguntam vocês? Porque a preguiça estaria me matando nesse exato momento, e ouvir um episódio esporrento ao som de Rob Zombie certamente me deixaria acordado. E funcionou! A surdez consequente meio que incomoda agora, mas ainda assim cheguei ao trabalho de olhos tão abertos que doía piscar.

    Muito obrigado pelo episódio. Apesar de longo ficou muito bom e nada cansativo, gostei muito de ouvir. Mesmo assim, deixo claro que não sou fã de Rob Zombie como diretor. Não assisti todos os seus filmes, mas os que assisti oscilaram entre a grosseria e a grosseria mal educada, e realmente não disseram ao que serviam. Como cinema, realmente não funcionou. Mas depois de bastante cerveja fica divertido, não vou discutir isso.

    Volto a dizer, o fato de eu não gostar dele não me impediu de curtir bastante o episódio. Vocês mandaram muito bem e, como um outro fã disse, o melhor do sexta… é o fato de vocês serem fãs, não críticos profissionais. Se fossem, talvez realmente não fosse tão legal curtir este cast.

    Só quero saber como se sentem ao saber que Rob Zombie pretende parar de fazer filmes. De terror, ao menos. Quem sabe fará comédias românticas entre seres psicóticos, facas e entranhas sangrentas pra todo lado. Vai saber. Vejam uma das fontes da notícia:

    http://www.best-horror-movies.com/news?name=is-rob-zombie-really-done-with-horror

    E abraço a todos. 8)

  • Olá!
    Gostei muito do eps, mas confesso que curti mais a parte cinematrografica. Não sou mega fã de Rob, por isso foi otimo saber mais sobre seus filmes.
    Adorei a edição, vcs capricharam.
    Ouvi a ameaça na parte dos comentários e estamos apostos. Quando quiser, estou por ai.
    Abs e dessa vez fui rapidinha 😉

  • Não sou muito chegado a podcasts grandes, mas gostei do programa mesmo assim. Conheço mais a carreira musical do Rob Zombie do que a filmística. Muito interessante o episódio e bem informativo.
    Abraços!

  • Eu não vejo problema no programa ser longo.
    Para quem é ouvinte do RapaduraCast à anos, escutar episódios de 2 horas é fichinha! 😀

    Sobre o episódio, vocês me levaram a crer que o Rob Zombie sofre de um síndrome parecida com a do Tim Burton: colocar a esposa (estou falando da Helena Bohan Carter, não do Johnny Depp hehe) em todo santo filme.

    • Sem falar do diretor Paul W. S. Anderson que criou a franquia Resident Evil nos cinemas para agradar a esposa, a atriz Milla Jovovich .

      • E o Len Wiseman que faz a série Anjos da Noite para a sua cocota, a Kate Beckinsale.

        • Edu Aurrai

          Mas ela merece, hehehe.

  • Olhem, apesar de não gostar muito e Rob Zombie como diretor, não posso perder a chance de acompanhar os episódios novos daqui. Volto depois pra cometar quando ouvir. Abraço a todos.

  • Duas horas e meia!?!
    Pessoal, podiam ter feito um especial parte 1 e 2, como o da história de cinema de terror, lembrem que muitas pessoas, como Evandro Sal e Marlon Master até pouco tempo, tem uma conexão de merda, baixar um episódio de 105MB pode ser uma tarefa árdua e ingrata, principalmente se o puto só tiver conexão 3G ou rádio, sem contar que tirar DUAS HORAS E MEIA de tempo para ouvir um podcast, não é exatamente uma prioridade, por melhor editado, e mais interessante que seja o tema. Eu ouço muitos podcasts, mas sei que sou a exceção, e mesmo eu não tenho paciência para ficar duas horas direto ouvindo um único programa, não considero o argumento de que pode parar e retomar, pois podcast é como uma conversa, não dá pra começar e ficar retomando durante a semana “de onde paramos mesmo?” tem que começar e terminar de uma tacada só.

    Por favor, lembrem disso no futuro.

    • Edu Aurrai

      Pois é, na verdade eu resolvi lançar esse programa numa paulada só em caráter de teste mesmo, tanto que coloquei o aviso aí no post. O lance é que 90% dos nossos downloads são feitos via feed, logo imaginei que são de pessoas se movendo, ao invés de ouvir o programa no PC. O foda de fazer esse teste, é que dos 90% que baixam por feed, 99% não entram no site pra deixar um comentário, então irei priorizar os ouvintes do site da próxima vez.

      Valeu pela opinião, caro amigo!

      • Edu,
        Eu ouço pelo computador, então minhas impressões a esse respeito podem ter relevância. Além dos problemas “técnicos” apontados pelo Ivan, tem a coisa do cansaço mental: assim como a segunda parte do “Cinecast” sobre a história da ficção científica, este episódio já tinha me levado ao esgotamento depois de 120 minutos.

        O problema reside no próprio formato do programa, centrado no debate e comentários acerca de determinados tópicos. Ou seja, não existe um arco dramático, como nos tais “audio dramas”, conduzindo nossa atenção e nossas forças.

        Aqui, ao invés disso, tomamos conhecimento de uma série de argumentos e informações, que nos fazem pensar e refletir, algo muito mais desgastante.

        Abraço!

        André

    • Edu Aurrai

      Já deram um feedback positivo via Facebook, mas ainda assim, tá pau a pau, de gente que gostou e gente que não gostou, então, colocando o peso da galera que visita o site, futuramente a prioridade será de vocês. No more giant podcasts.

      • Valeu pela consideração, Aurrai,
        Como este episódio é teste gostaria de fazer mais algumas considerações.
        Eu geralmente não visito a página dos sites, com raras exceções, atualizo pelo Google Reader, ou pelo podcatcher que eu estiver usando no smartphone, geralmente o Beyondpod, ou no computador, onde uso o Amarok.
        Mas este ponto que você levantou é bem interessante, imaginei quem ouve pelo site, e por qualquer motivo o navegador reinicia, e o cara ter de recomeçar tudo…
        Contudo, no meu caso, quase nunca ouço podcast em casa, então se vejo novo episódio, tenho de baixar pelo 3G ou depender do wifi de onde eu estiver, e que geralmente tem uma velocidade sofrível, mesmo morando em uma região privilegiada, o que significa que quanto maior o episódio, mais ele vai exigir da bateria e levará mais tempo de download (em casa não tenho esse problema, mas estou tentando generalizar, para benefício de todos ).
        Quanto ao feedback positivo, vocês tem muitas fãs, aposto que por mais longo que seja o episódio ainda iriam elogiar, e isso é bom, afinal é reconhecimento de um bom trabalho, mas infelizmente isso deixaria muita gente de fora simplesmente pelas dificuldades de acesso, e disponibilidade de tempo.
        É isso, caríssimo, espero que a crítica positiva contribua com seu teste.

        • Edu Aurrai

          Claro que sim bro! Se tem uma pessoa que sabe tecer críticas de forma válida, com argumento, esse cara é você. Pode opinar sempre que quiser. Aliás, deve. Isso ajuda no desenvolvimento e no crescimento do programa.

        • Almighty

          Só digo uma coisa: para de chorar, Ivan 😛 #GarotoEnxaqueca

          • Você tem razão, Almighty, no more tears.
            Comentários apenas para elogiar a partir de agora.

  • Rob Zombie e meu diretor preferido no ramo de adoração ao capeta! O CARA E GÊNIO!

    • Edu Aurrai

      Você é citado nesta edição, meu amigo, exatamente por isso, hehehe.

Siga-nos

Você pode acompanhar o sextameianoite.com nos perfis sociais abaixo:

Populares

Os Mais Comentados

Ver ícones
Sair
/* ]]> */